Organização



XVI Congresso de Nutrição e Alimentação
XVI CONGRESSO DE NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO

Sustentabilidade Alimentar: desafios


Segundo o dicionário da língua portuguesa, o termo "sustentabilidade" significa característica ou qualidade do que é sustentável, sendo "sustentável" o que se pode sustentar, defender ou seguir ou realizado de forma a não esgotar os recursos naturais nem causar danos ambientais. Pois se juntarmos este conceito à alimentação, surge o desafio de pensar a alimentação de forma sustentável, ou seja, que permita responder às necessidades do presente, sem que isso comprometa o que estiver disponível para as gerações futuras.


Em 2016, a Food & Agriculture Organization (FAO) apresentou cinco eixos a trabalhar no âmbito da sustentabilidade alimentar e agricultura: 1.º Melhorar a eficiência na utilização dos recursos; 2.º Ter uma ação direta para conservar, proteger e melhorar os recursos naturais; 3.º Proteger os meios rurais de subsistência e melhorar a equidade e o bem-estar social; 4.º Melhorar a resiliência das pessoas, comunidades e ecossistemas, especialmente as alterações climáticas e a volatilidade dos mercados; e 5.º Promover a boa governação para uma melhor sustentabilidade dos sistemas naturais e humanos.


O Nutricionista, bem como os restantes profissionais da área da alimentação e da nutrição, assumem um papel preponderante na reflexão, discussão e decisão no que respeita a estes assuntos, com impacto direto na sustentabilidade alimentar.


Assim, a Comissão Científica do XVI Congresso de Nutrição e Alimentação da Associação Portuguesa dos Nutricionistas entendeu definir como tema principal deste congresso "Sustentabilidade Alimentar: desafios". Desta forma, nos dias 4 e 5 de maio, no Centro de Congressos de Lisboa, debater-se-ão assuntos que visem promover a reflexão sobre os principais pilares da sustentabilidade alimentar. O programa versará, assim, temas como dietas saudáveis e sustentabilidade; valorização de subprodutos no setor agroalimentar; políticas alimentares em saúde; sustentabilidade de unidades de restauração coletiva; sustentabilidade alimentar; desperdício alimentar; sustentabilidade na produção e na distribuição de alimentos.


Incluirá ainda a discussão de assuntos como macronutrientes e composição corporal; alimentação e adaptação do treino; suplementação nutricional; alimentação na gravidez e na programação fetal; ferramentas do inquérito alimentar nacional e de atividade física; alergias e intolerâncias alimentares; modulação da microbiota pela dieta e risco de cancro; normas de orientação clínica; nutrição personalizada; obesidade e sustentabilidade.


Nesta 16ª edição aguarda-se a presença de mais de 1500 participantes, entre os quais nutricionistas, investigadores, médicos, enfermeiros, estudantes e outros profissionais da áreas da saúde e agroalimentar.


Este congresso representa o maior evento científico e um dos mais antigos na área da nutrição e alimentação em Portugal, representando o esforço que a Associação Portuguesa dos Nutricionistas desenvolve, em parceria com diversos agentes da sociedade, para alicerçar a reflexão de temas emergentes e a inovação e mobilização necessárias para um futuro mais saudável.


Apelamos, assim, à sua participação neste Congresso de referência na área das Ciências da Nutrição.


Célia Craveiro
Presidente da Comissão Organizadora do XVI Congresso de Nutrição e Alimentação


Nuno Borges
Presidente da Comissão Científica do XVI Congresso de Nutrição e Alimentação





 


 
 
 
 
 
 
 














XVI Congresso de Nutrição e Alimentação, Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por: Portugal Interactivo